domingo, 6 de agosto de 2017

Lisboa - Museu da Farmácia

Este ano o caderno do Alfabeto Lisboeta era em armónio, o que até achei engraçado no início. Tal como o Mário Linhares disse, dá um conjunto muito giro, vendo-o todo aberto. Com a continuação comecei a aperceber-me que o papel não correspondia ás minhas espectativas  e tornou-se para mim muito dificil de utilizar. Estes trabalhos da letra F não os desenhei no armónio.




Sem comentários:

Enviar um comentário